28 de outubro de 2016

Duas traduções de Warsan Shire



Warsan Shire nasceu no Quênia em 1988, mas cresceu em Londres. Estudou escrita criativa na London Metropolitan University. É autora de Teaching My Mother How To Give Birth (flipped eye, 2011) e Her Blue Body (flipped eye, 2015). Teve alguns de seus versos usados por Beyoncé no álbum visual Lemonade (2016). Abaixo dois poemas seus descompromissadamente traduzidos para o português.


the unbearable weight of staying

i don’t know when love became elusive
what i know, is that no one i know has it
my fathers arms around my mothers neck
fruit too ripe to eat, a door half way open
when your name is a just a hand i can never hold
everything i have ever believed in, becomes magic.

i think of lovers as trees, growing to and
from one another searching for the same light,
my mothers laughter in a dark room,
a photograph greying under my touch,
this is all i know how to do, carry loss around until
i begin to resemble every bad memory,
every terrible fear,
every nightmare anyone has ever had.

i ask did you ever love me?
you say of course, of course so quickly
that you sound like someone else
i ask are you made of steel? are you made of iron?
you cry on the phone, my stomach hurts
i let you leave, i need someone who knows how to stay. 


o insuportável peso de ficar

eu não sei quando o amor se tornou impreciso
o que eu sei é que ninguém que eu conheço tem isso
os braços do meu pai em volta da minha mãe
ou aquela fruta madura demais, uma porta meio aberta
quando seu nome é uma mão que nunca consigo segurar
tudo em que já acreditei se torna mágico

amantes para mim são árvores crescendo para e 
a partir um do outro, procurando a mesma luz
a risada da minha mãe em um quarto escuro
a fotografia envelhecendo em minhas mãos
essa é a única coisa que eu sei fazer, levar minhas perdas comigo por aí
até que começo a me parecer com todas as memórias ruins,
todos os medos terríveis ,
todos os pesadelos já sonhados.

eu pergunto se você já me amou
você diz ‘amei’, amei’, tão rápido
que parece outra pessoa falando
você é feito de aço? você é feito de ferro?
quando você chora no telefone, algo aqui dentro dói

mas eu deixo você ir, porque eu preciso de alguém 
que saiba 
ficar

*

for women who are difficult to love

you are a horse running alone
and he tries to tame you
compares you to an impossible highway
to a burning house
says you are blinding him
that he could never leave you
forget you
want anything but you
you dizzy him, you are unbearable
every woman before or after you
is doused in your name
you fill his mouth
his teeth ache with memory of taste
his body just a long shadow seeking yours
but you are always too intense
frightening in the way you want him
unashamed and sacrificial
he tells you that no man can live up to the one who
lives in your head
and you tried to change didn't you?
closed your mouth more
tried to be softer
prettier
less volatile, less awake
but even when sleeping you could feel
him travelling away from you in his dreams
so what did you want to do, love
split his head open?
you can't make homes out of human beings
someone should have already told you that
and if he wants to leave
then let him leave
you are terrifying
and strange and beautiful
something not everyone knows how to love.


para mulheres difíceis de amar

você é um cavalo correndo sozinho
e ele tenta domar você
te compara a uma estrada impossível
a uma casa em chamas
diz que você o está cegando
que ele nunca conseguiria te deixar
te esquecer
querer nada além de você
você deixa ele tonto, você é insuportável
cada mulher antes ou depois de você
está encharcada no seu nome
você enche a boca dele
a memória do seu gosto faz o dente dele doer
o corpo dele é uma longa sombra procurando o seu 
mas você é sempre tão intensa
com esse jeito assustador, descarado
e sofrido de querê-lo 
ele te fala que homem nenhum pode competir com o cara 
que você tem na sua cabeça
e aí você tentou mudar, não tentou?
ficar com a boca mais fechada
tentou ser mais suave
mais bonita
menos instável, menos esperta
mas mesmo dormindo você conseguia sentir 
ele se desprendendo de você nos sonhos 
então o que você queria fazer, meu bem
abrir a cabeça dele?
você não pode construir casas de seres humanos
alguém já deveria ter te contado isso
e se ele quer ir embora
então deixa ele ir embora
você é assustadora
estranha e bela
uma mulher que nem todo mundo sabe amar

*

Traduções: Laura Assis

Nenhum comentário: